terça-feira, 30 de novembro de 2010

Muda o disco

Imagem: google



Outro dia li uma frase do MSN de uma amiga que dizia: “Cansei de 2010”.  Eu fui obrigada a concordar com ela, para mim 2010 também “já deu”.  Muitos dirão que até a hora da virada ainda há muito para acontecer, a final ainda faltam trinta e um dias para o último mês do ano e, certamente, possa rolar muita água por nossas pontes.
Ainda assim para mim chega de 2010! Chega, pois não tenho mais nada para esperar deste ano, mas agradeço pela grande benção esperada por todos os meses do ano de 2009, sendo concedida nos primeiros meses deste ano que me despeço antecipadamente.
O mundo corre e já estamos querendo pular a página, passar as horas, os minutos e os segundos. Eu quero mais é saber o que vem depois dos fogos de artifício, da alegria e dos pensamentos positivos que fazemos em poucos instantes da passagem de um ano para o outro. Quero saber se ao atravessar para um novo capítulo, no desenrolar da história, após muitos tropeços nas cenas anteriores quem sabe finalmente quem vai “se dar bem” serei eu.
Se em todo o novo ano de nossas vidas temos a esperança de dias melhores, eu quero passar ao próximo nível do curso chamado “minha vida” e descobrir que cheguei à melhor e na mais importante fase para conquistar o que eu quiser e quando eu quiser. E ao passar para esta nova etapa começar a compreender e conectar as peças deste enorme quebra-cabeça que é a minha existência.
Mudar o disco, arejar a vida, transformar o percurso, arrumar a casa, aperfeiçoar os valores e os saberes tudo é possível em um ano. E até mesmo quando pensamos que em nossa vida não ocorre absolutamente nada, na verdade poderíamos considerar que estamos nos preparando para o “tudo”, para aquilo que desejamos a longos passos de nossa caminhada.
Completando meus desejos de um novo ano, novinho em folha para desbravar, eis que na noite de domingo vejo a nova campanha de final de ano em uma de nossas famosas emissoras. A primeira propaganda da série mostra um casal de famosos dando um presente a uma menina carente.
O desejo da menina era ganhar uma máquina digital e o casal realiza o sonho da menina entregando pessoalmente a máquina digital e eternizando o momento através de fotos com a menina. Mas o que mais me remeteu ao meu desejo foi a frase dita pelo famoso ao final do comercial: “2011, onde os sonhos serão verdade”. 
Eu também desejo que para pessoas como nós que estamos envolvidos em nossas lutas pessoais em busca da vitória, nossos sonhos sejam verdade em 2011. Eu sei que todo ano é a mesma coisa (ou pelo menos parece ser), são os mesmos desejos e esperanças, mas de qualquer forma não custa nada a gente pensar novamente que desta vez “tudo vai dar certo” e que “chegou a nossa vez”.